Como se inscrever no Jovem Aprendiz Magazine Luiza?

Passo a passo de como se inscrever nas vagas do Jovem Aprendiz Magazine Luiza!

Como você já chegou até aqui, não pode sair sem aprender como se inscrever nas vagas do Jovem Aprendiz Magazine Luiza. E olha só, nem precisa de experiência

Antes de seguirmos com o nosso guia, que tal dar uma olhada no Jovem Aprendiz Banco do Brasil? O programa paga certinho e ainda inclui benefícios de carteira assinada

Conteúdo Relacionado

Jovem Aprendiz Banco do Brasil

Com as vagas de aprendiz do Banco do Brasil, você tem a chance de um primeiro emprego. Confira os detalhes!
CONFERIR
*Você permanecerá no site atual
X
Jovem Aprendiz Banco do Brasil
CONFERIR *Você permanecerá no site atual

Curioso (a) em saber como se candidatar às vagas. Então, acompanhe a leitura até o final para conferir um passo a passo!

Quem pode se inscrever no Jovem Aprendiz Magazine Luiza?

Antes de você entender todo o processo de inscrição, é indispensável conhecer as regras de participação do programa.

Isso porque o Governo Federal, junto à Lei do programa, estabelece alguns critérios insubstituíveis para a participação.

Variavel
source
Para receber vagas, basta se cadastrar

Dessa forma, o Jovem Aprendiz pode atender tranquilamente o públicos específicos e ingressá-los no mercado de trabalho.

A princípio, só podem se inscrever no Jovem Aprendiz Magazine Luiza quem se encaixar nas seguintes regras:

  • É necessário estar estudando ou já ter finalizado o ensino médio;
  • Possuir entre 14 e 24 anos;
  • Não possuir nenhum registro anterior na carteira de trabalho;
  • É necessário possuir de 4 a 6 horas disponíveis por dia.

Lembrando que essa é uma das principais etapas do processo de inserção, então, dê atenção redobrada a todos os critérios citados acima.

Quais os benefícios os aprendizes têm direito?

Mesmo que o contrato dos aprendizes do Magazine Luiza seja temporário, com possibilidade de efetivação, eles têm direito a muitos benefícios, principalmente trabalhistas.

Fonte: Reprodução | RH Empregar

Ao ser contratado pela empresa, você aprende na prática diferentes funções, acompanhado de profissionais experientes no mercado de trabalho.

Além disso, a legislação também define direitos aos benefícios de carteira assinada, como, por exemplo:

  • FGTS;
  • Décimo terceiro salário;
  • Bolsa-Auxílio;
  • Férias remuneradas;
  • Auxílio-transporte;
  • Vale-refeição;
  • Assistência médica;
  • Salário;
  • Seguro de vida;
  • Programas de treinamento.

É correto dizer que os benefícios são duráveis enquanto o contrato do aprendiz for válido. Caso se encerre, eles também serão finalizados.

Inscrição do Jovem Aprendiz Magazine Luiza: passo a passo

A princípio, a inscrição das vagas ocorre pelo portal de carreiras oficial, que oferece um espaço exclusivo para os interessados.

No site da empresa, são listadas todas as vagas de emprego atualmente disponíveis, incluindo aquelas que não são específicas para o programa.

Embora seja algo simples, é importante dar atenção a alguns pontos durante o processo. Confira o passo a passo abaixo!

  • Acesse a “trabalhe conosco Magazine Luíza” clicando aqui;
  • Em seguida, clique no botão “Jovens Talentos”;
  • Na tela seguinte, clique em “Jovem Aprendiz”;
  • Por fim, procure as opções desejadas em “oportunidades” e se inscreva.

Para realizar esse processo de maneira simples, é necessário acessar a sua conta na loja ou criar uma de forma muito simples, clicando em “Ainda não tenho cadastro”.

Lembre-se de inserir o seu CPF e clicar em “Cadastrar o meu currículo”. Pronto! Agora basta inserir todas as informações que forem solicitadas.

Conteúdo Relacionado

Jovem Aprendiz Banco do Brasil

Com o Jovem Aprendiz Banco do Brasil, quem nunca trabalhou pode ser sua chance. Confira mais sobre!
CONFERIR
*Você permanecerá no site atual
X
Jovem Aprendiz Banco do Brasil
CONFERIR *Você permanecerá no site atual

Qual a duração do contrato de trabalho?

O contrato de trabalho do Jovem Aprendiz geralmente tem duração de até dois anos. 

Isso porque a empresa tem a opção de prolongar o contrato por mais 12 meses, ou seja, alcançada os dois anos.

Durante esse período, o jovem concilia suas atividades profissionais com a formação técnico-profissional oferecida pelo programa.

Contudo, caso o aprendiz não cumpra com suas tarefas e deixe de se encaixar nas regras de participação, o contrato poderá ser encerrado.